CenterVet
Clínica Médica
Quem é o Dominate?
 

A relação entre um cão e seu dono sempre funciona da mesma forma: um manda e o outro obedece. A função de mandar cabe sempre ao líder. Numa matilha sempre haverá um cão que manda, aos outros caberá aceitar as decisões do líder e obedecer.

Quando falamos de um cão e seu dono a relação se repete. Um cão mandar em seu dono é uma situação muito mais comum do que se imagina. Existem casos óbvios de cães que mandam em donos. Casos em que qualquer pessoa percebe. O dono dá alguma ordem e o cão nem toma conhecimento. Normalemente, estes cães são verdadeiras pragas, destrutivos e sem qualquer limite. O dono não é capaz de se impor.

Muitos donos, no entanto, são dominados por seus cães sem perceber. Normalmente, são cães obedientes, bonzinhos, carinhosos e muito malandros. Eles mandam nos donos de forma tão doce que eles nem precebem que estão sendo mandados. Você sabe mesmo quem manda na sua relação com seu cão? Então vamos lá: veja as situações abaixo e analise em quantas você já esteve:
- O filhote passa sua primeira noite sozinho no quintal e chora sem parar. Você, com medo de incomodar os vizinhos, vai até lá fora para acalmá-lo.
- Na hora do almoço o seu filhote fica te pedindo comida: late, pula, faz de tudo para ganhar a comida. Você acaba se enchendo e dá logo alguma coisa só para ele parar de te infernizar.
- Você não consegue fazer com que ele não pule em você e nas outras pessoas.
- Na hora do passeio ele puxa até conseguir te levar para onde ele quer e na velocidade que ele quer.
- Seu cão vem te pedir carinho, mas não aceita que esteja ocupado. Ele fica insistindo até que você dê atenção a ele.
- Você chama e ele não vem.
- Ele pega alguma coisa sua e sai correndo certo de que você correrá atrás dele.

Se estas situações são comuns no convívio com seu cão, significa que ele é bem mais esperto do que você imaginava. Perceba que em todos os casos o que prevalece é a vontade do cão e não a do dono. Isto é liderança.

Mas não se afobe! Isto tem cura! O que se deve fazer é ensinar o seu cão a obedecer, isto é, adestrá-lo. O adestramento de um cão é exatamente isto: ensinar o cão a obedecer. A vontade do dono deve ser suprema. À primeira vista isto pode parecer muito autoritário, mas não é. Os cães “funcionam” desta maneira há séculos.

Você pode adestrá-lo sozinho, existem livros que ensinam desde adestramento básico até os mais específicos; ou pode procurar a ajuda de um profissional, o que é mais indicado. O importante é deixar claro para o seu cão que o líder é você.

Quando o dono não assume o papel de líder o cão acredita que o líder deva ser ele. Então temos um animal indefeso se sentindo na obrigação de garantir a sobrevivência e segurança da matilha, no caso a família, invariavelmente, isso gera um cão tremendamente ansioso por assumir um cargo para o qual não está habilitado.

Outro efeito claro de cães que não têm um líder é que estes cães não sabem qual é o comportamento que seus donos querem deles. Com isso eles não sabem como agradar o dono. O problema é que na maioria das vezes eles tentam agradar assumindo comportamentos que os donos detestam, mas não forma capazes de reprimir. Alguns exemplos claros deste tipo de comportamento são animais que pulam nos donos, tentam conseguir atenção na marra, mordem os donos para brincar, roubam objetos para que o dono tenha que sair correndo atrás deles. O que acaba criando um círculo vicioso: o cão não tem limites e sempre que seu dono vai brincar com ele, acaba se irritantado. Com isso o dono para de dar atenção ao cão, tornando-o muito carente. Quando o dono volta a dar atenção ao cão, este está tão sedento por carinho, que apresenta os mesmos comportamentos indesejáveis, mas agora de forma muito mais ansiosa, pois ele que deter a atenção de seu dono de qualquer jeito. Com isso o dono se enche do cão, não lhe dando mais a menor bola. Em outras palavras: cães que não conhecem limites costumam ser muito chatos e por conseqüência, tremendamente carentes e infelizes.

A primeira coisa que deve ser feita é deixar bem claro ao seu cão o que você GOSTA que ele faça e o que NÃO GOSTA. É bem simples: quando ele fizer algo que você goste, elogie-o, faça carinho ou de um petisco. E quando ele estiver fazendo alguma coisa que você não queira, brigue com ele, de uma bronca e a melhor maneira é dizendo um NÃO bem ríspido. Mas cuidado! Se ele estiver fazendo algo só para chamar sua atenção, uma bronca irá recompensá-lo, porque de uma forma ou de outra você está dando a atenção que ele queria. Quando perceber que a situação é está, ignore-o. Nada é mais negativo para seu cão do que ser ignorado, logo ele mudará de atitude. Esta aliás, é a melhor forma de evitar que seu cão pule em você.

Os cães costumam gostar de serem adestrados. Para ele é tudo uma brincadeira e quando ele acerta, ganha prêmio. E quando o premio é um elogio seu, ele ganha o dia.

Seu cão fará tudo para vê-lo feliz, desde que ele saiba o que te faz feliz. É só você mostrar.

 

 
 
 
 
Home   |   Ver Animação   |   Dog Vip   |   Classificão   |   Quem Somos   |   Contatos   |   Mapa do Site
 
 
 
Copyright © 2015 CenterVet. All rights reserved.